ONLINE
1





Partilhe este Site...

 

 

http://images.comunidades.net/cli/clinicaciso/dicas.JPG

 

 

http://images.comunidades.net/cli/clinicaciso/orientapaisbanercoluna.JPG

 

 

 http://images.comunidades.net/cli/clinicaciso/saudebucalnagestacaobotao.JPG    

 

http://images.comunidades.net/cli/clinicaciso/ronco.JPG

http://images.comunidades.net/cli/clinicaciso/bannerhalitose.JPG

http://images.comunidades.net/cli/clinicaciso/endo.JPG

  

 

http://images.comunidades.net/cli/clinicaciso/bannerbruxismo.JPG

 

http://images.comunidades.net/cli/clinicaciso/doen_as.JPG

http://images.comunidades.net/cli/clinicaciso/bannerfotos.JPG 

http://images.comunidades.net/cli/clinicaciso/banner_fale_conosco.png


Lingua Presa
Lingua Presa

 http://images.comunidades.net/cli/clinicaciso/download_1.jpgO tamanho do freio lingual varia bastante. É sabido que após o desmame o freio tende a "liberar" os movimentos da língua a fim de que ela possa realizar os movimentos mastigatórios adequadamente.

A verdadeira "língua presa" acontece quando os movimentos linguais são diminuídos pela restrição do freio curto.

Na fala, essa restrição dos movimentos da língua pode ser percebida nos fonemas (sons) que necessitam do contato da ponta da língua com a papila (região anterior do palato duro, localizada logo atrás dos dentes incisivos superiores) para sua correta articulação.

  • A pessoa não consegue colocar a ponta da língua para fora
  • Ao puxar a língua, ela divide-se ao meio (língua bífida).

http://images.comunidades.net/cli/clinicaciso/frein_de_langue.jpg

O freio lingual considera-se curto quando a ligação com assoalho da boca tem uma inserção muito anterior, diminuindo a mobilidade da língua. O freio curto, na grande maioria dos casos, traz implicações ao nível da alimentação e da fala, por exemplo:

 

  • Dificuldades na amamentação, pela dificuldade de movimentar a língua para facilitar o padrão natural de sucção; causa stress na mãe e no bebé;
  • Alterações na mastigação, pela dificuldade de lateralizar a língua e movimentar o alimento;
  • Perturbações da fala, particularmente distorções nos fonemas que necessitam de maior excursão da língua para  a sua produção (por exemplo, os fonemas /l/ e /r/.

 

http://images.comunidades.net/cli/clinicaciso/LINGUAPRESA.jpgNos casos em que existe algum destes problemas associados a alterações de fala, há necessidade inicialmente de uma Frenectomia (corte do freio lingual) a fim de liberar a movimentação. 

O tratamento cirúrgico, denominado frenulectomia lingual, é realizado em consultório odontológico, sob anestesia local, geralmente sem qualquer dor e em tempo cirúrgico reduzido. A cirurgia consiste em remover o freio e as inserções musculares presentes, reduzindo a chance de recidiva. Logo no final do procedimento o Cliente já percebe que a língua tem mais mobilidade e está maior. Algumas seções de fisioterapia com profissional da fonoaudilogia irão melhorar a tonicidade desse órgão e corrigir a fala, caso exista alteração. 

  A indicação das frenectomias podem ser multifatorias, porém o surgimento de diastemas    (espaço entre os dentes incisivos ) e problemas de fala são as principais razões. 

topo